Os tipos de porcelanato e onde usar cada um deles

O “mais mais” dos revestimentos, o porcelanato provavelmente já passou pela sua cabeça quando estava construindo, reformando ou pensando em fazer uma nova obra na sua casa. Ele com certeza é uma boa alternativa a outros materiais, uma vez que possui tudo que um bom material precisa ter: durabilidade, resistência e, é claro, beleza e um quê de elegância.

A questão é, qual tipo de porcelanato você deve usar? Existe especificidades para o uso em cada local da residência?

Nessas matéria, nós respondemos suas perguntas!

O porcelanato pode receber vários tipos de acabamento antes de chegar às lojas de construção e ser vendido para uma obra. Entre eles:

  • Porcelanato polido
  • Porcelanato esmaltado
  • Porcelanato acetinado

Tratemos das principais diferenças entre eles:

Porcelanato polido

Sabe aquele porcelanato que reflete luzes e móveis, de tão reluzente que é? Estamos falando desse mesmo.

Os porcelanatos polidos recebem, como o próprio nome indica, um polimento e uma camada protetora que, no final da fabricação, dão esse tal brilho intenso à peça.

Esse porcelanato é capaz de gerar uma sensação de espaço mais amplo do que há de fato, a principal vantagem dos polidos é que esteticamente têm um brilho intenso e podem ser usados em ambientes internos e secos, como salas de estar e de jantar.

Não aconselhamos a aplicação do porcelanato polido em áreas que podem sofrer com sujeiras, como óleo, tinta, detritos de animais ou líquidos com alta concentração de corantes, uma vez que ele, justamente por ser polido, pode vir a manchar.

Porcelanato esmaltado

O porcelanato esmaltado tem um processo de fabricação diferente do polido, o que o torna mais resistente a manchas e sujeiras a que os pisos estão sujeitos no dia a dia. Ao invés do polimento, o porcelanato esmaltado recebe uma camada neutra de esmalte na superfície e, em seguida, recebe o desenho da estampa.

Isso faz dele um curinga em versatilidade, pois há opções de cores e desenhos, com pisos imitando mármore, madeira, cimento queimado, ladrilho hidráulico e até pedras naturais.

A proteção do esmalte é um superaliado e possibilita o seu uso em diferentes ambientes, tanto internos quanto externos, e em áreas secas ou molhadas, como cozinhas e banheiros. Isso vale também para o revestimento de paredes.

Porcelanato acetinado

O porcelanato acetinado (ou natural) não recebe esmaltação no final. Ele é mais resistente aos produtos químicos e ao desgaste causado por grande circulação de pessoas. Esse tipo de porcelanato pode, sim, ser aplicado em áreas molhadas, como banheiros, lavabos, varandas e áreas externas.

Deseja instalar porcelanato na sua residência? Encontre o melhor profissional mais perto de você, aqui mesmo, em nosso site!